Facebook Twitter Instagram Youtube

Tabagismo: difícil, porém não impossível, de ser combatido

Fumar cigarro – todo mundo sabe – é prejudicial à saúde. Não só para quem fuma, mas também para quem estiver acompanhando alguém nessas horas. Várias campanhas são realizadas ano a ano, na tentativa de minimizar o consumo do tabaco. Infelizmente, por ser uma droga lícita e propensa ao vício, esse malefício ao corpo está longe de cessar.

 

A Organização Mundial da Saúde, que considera o tabagismo a principal causa de morte evitável no mundo, estima que um terço da população mundial adulta, isto é, 1 bilhão e 200 milhões de pessoas sejam fumantes.Pesquisas comprovam que aproximadamente 47% de toda a população masculina e 12% da população feminina no mundo fumam. Por isso tudo, o tabagismo é um problema sério, que precisa constantemente ser combatido. Ou então esses números vão ser cada vez maiores e mais mortes vão acontecer em razão dessa prática.

Segundo dados do Instituto nacional do Câncer, o tabagismo mata cerca de 23 pessoas por hora no Brasil. Pode causar câncer de pulmão, de garganta, falta de ar, enfisema pulmonar, risco de infarto, derrame cerebral, impotência sexual no homem; complicações na gravidez; aneurismas cerebrais; úlcera do aparelho digestivo; infecções respiratórias; e trombose vascular. Cerca de 200 mil pessoas morrem por ano em conseqüência do cigarro.

Para evitar esses problemas, é preciso que o fumante queira primeiramente deixar de fumar. Não adianta muita coisa se a vontade em parar com o tabaco não for o ponto de partida para tal. É bem verdade que parar com o vício, ainda mais quando ele provoca uma sensação de bem-estar para as pessoas, é muito difícil. Mas existem outras maneiras de se ter essa sensação, inclusive com mais qualidade de vida, que é o que praticamente todo mundo quer, certo?!

 

A pessoa que fuma fica dependente da nicotina. Considerada uma droga bastante poderosa, a nicotina atua no sistema nervoso central como álcool e outras drogas, só que com uma diferença: chega ao cérebro em apenas 7 a 19 segundos. É normal, portanto, queos primeiros dias sem cigarros para um ex-fumantesejam os mais difíceis, porém as dificuldades tendem a ser menores a cada dia. E é com isso que eles devem se apoiar. 

No mercado, podemos contar com diversos produtos anti-tabagismo que auxiliam nessa mudança de comportamento e que ajudam a controlar o desejo intenso de fumar. Se só a vontade de parar ainda não for suficiente, que tal procurar um médico?  Juntos vocês poderão encontrar uma forma de diminuir gradativamente o fumo, até que você abandone por completo o habito de fumar. 

  

Dispomos de todos os medicamentos que você precisa

Tirol

(84)3212-2222

Candelária

(84)3206-2222

Zona Norte

(84)3214-2222

Lagoa Nova

(84)3215-9969

Lagoa Nova

(84)3234-2222

Nat&Diet

(84)3615-2222

Facebook Twitter Instagram Youtube

Todos os direitos reservados Drogaria Paiva © 2000
Drogaria Paiva LTDA - CNPJ: 02.351.821/0001-06